Posts com Tag ‘usp’

Sobre o Lula, o SUS e os estudantes da USP

Publicado: 8 de novembro de 2011 por Kzuza em Cotidiano
Tags:, , ,

Porra, Zuza! Como é que você me deixa passar assuntos tão polêmicos na última semana sem dizer nada?

Bem, sobre o protesto dos playboys maconheiros da USP, eu não tenho muito mais a dizer além do que o Mathias escreveu no post que está aqui embaixo (leia aqui). A única coisa que posso adicionar é que infelizmente esse é o pensamento da nossa classe média. Infelizmente, há muitos alunos estudando em faculdades públicas não porque precisam, mas porque os papais foram capazes de mantê-los estudando em escolas particulares caríssimas durante longos anos, além de cursinhos preparatórios pré-vestibular em período integral. Estudam lá “tirando” vagas dos que mais precisam mas que, devido à precaridade do nosso ensino público, estão menos preparados. São esses mesmos imbecis da USP que, nos tais “jogos universitários” (sobre os quais já escrevi aqui), entoam gritos de guerra contra os alunos de escolas particulares, com algo tipo “seu pai paga a sua faculdade e a minha também”. Sim, pagamos a sua faculdade para que você não precise estudar e possa ficar vagabundeando, invadindo prédios públicos e quebrando tudo o que tem pela frente. Brilhante!

Veja bem, não estou generalizando os alunos das faculdades públicas, até porque conheço muita gente de bem por lá, mas essa minoria realmente mancha a imagem que muitos têm dos estudantes do nosso país. Filhinhos de papai muito me enojam. Mas graças a Deus não conheci e não vi exatamente ninguém a favor do que esses imbecis da FFLCH fizeram. As suas reivindicações são tão absurdas quanto a forma de protesto deles.

Adriano Lima/AE (extraído do site UOL)

Agora em relação às manifestações da última semana, veiculadas nas redes sociais, sugerindo que o nosso ex-presidente Lula tratasse seu câncer pelo SUS, aí sim tem muita coisa que precisa ser dita.

1º: Sim, o discurso do Lula, enquanto presidente, era hipócrita. Aliás, como todo político que nós conhecemos. Dizer que tinha vontade de ficar doente só para se tratar em uma unidade de saúde pública é sim hipócrita.

2º: O Lula não é o único responsável pela saúde pública do país estar no lixo. Infelizmente temos a tendência a acreditar que todo político eleito deve ser automaticamente transformado em super-herói, capaz de solucionar todos os problemas do mundo durante o seu mandato. Achar que o Lula seria capaz de tirar do buraco um sistema de saúde precário como o nosso em 8 anos de governo é utópico.

3º: Você que acha que o Lula devia se tratar pelo SUS, por acaso se utiliza do Sistema Único de Saúde? Qual sua real noção das dimensões do problema da saúde pública do país? Se estiver se baseando somente no que a Globo mostra em seus telejornais ou no que você lê por aí em revistas semanais como Veja e Isto É, acho melhor começar a rever os seus conceitos. Meu avô se tratou e se curou de um câncer na laringe (sim, o mesmo do Lula) utilizando-se do sistema público de saúde. Minha avó faz o seu tratamento de Alzheimer com medicamentos fornecidos pelo governo. Meu pai há anos não tem plano de saúde e é bem atendido na rede pública de saúde (ele é funcionário público). Está longe de ser o melhor atendimento do mundo (um Sírio-Libanês, por exemplo), mas está a contento.

4º: O fato de você conhecer alguém que tenha passado por perrengues com o SUS, ou que tenha morrido em consequência do mau atendimento na rede pública, não lhe dá o direito de desejar a mesma coisa a quem quer que seja. Tenha isso em mente, mas principalmente no coração.

5º: Não sei se é coincidência ou não, mas as manifestações a favor do tratamento do Lula pelo SUS partiram justamente das pessoas que muito se beneficiaram durante o seu governo. Se você, classe média, acha que não foi beneficiado pelo governo dele, também o convido a pensar um pouco mais sobre o assunto e dar o braço a torcer um pouquinho, mesmo que isso fira o seu ego.

6º: O simples fato de votar e pagar os seus impostos em dia não dá a você o direito de atirar pedras em quem quer que esteja no governo. Até porque isso é seu dever, você não está fazendo nada mais do que sua obrigação. E devo lhe dizer uma coisa que talvez você não saiba: todo mundo erra. A diferença é que muita gente como você e EU preferimos não tentar ao invés de dar chance ao erro. Felizmente o Lula, assim como outros tantos governantes que eu já vi por aí, preferiram tentar melhorar as coisas. Deram a cara à tapa. Acertaram em várias coisas, e erraram em várias outras. E então, o que você prefere? Quem tenta e erra, ou quem nem sequer tenta?

Enfim, sou a favor de que os políticos e suas famílias tratem-se na rede pública de saúde e que estudem na rede pública de ensino. Isso traria benefícios para ambas áreas tão carentes nesse nosso país. Mas levantar essa bandeira agora com a desgraça do nosso ex-presidente é, no mínimo, irresponsável. Desejo a cura do ex-presidente e acho que ele, assim como qualquer um, tem o direito de se tratar onde quer que seja.

Atualização: pagar impostos em dia e votar não lhe dá direito a apedrejar ninguém, mas lhe dá o direito de cobrar pelos resultados. Aliás, isso também é um dever seu.

Anúncios

Senta, que lá vem história!

Publicado: 30 de outubro de 2011 por Mathias em Comportamento, Cotidiano, educação
Tags:, ,

Já temos as divisões de classes sociais baseado exclusivamente no poder do dinheiro para obter mordomias.

Os privilégios do funcionalismo público com regalias diferenciadas do resto dos trabalhadores das empresas privadas.

Tem a classe política, que está acima de qualquer suspeita e aproveita-se das brechas do poder judiciário.

Os policiais também, vivem em um mundo paralelo de abuso de poder e coxinhas de padaria de graça.

Temos os advogados, médicos e mais alguns profissionais que se acham seres superiores, acima do bem e do mal.

Agora surgiu mais uma nova modalidade de super-pessoas, um novo grupo que esbanja arrogância e pede privilêgios… são os estudantes da USP.

Os mauricinhos e patricinhas, metidos a socialista, citando Karl Marx, e criticando o neo-liberalismo acham-se no direito de dar um tapa na pantera, e curtir uma libertinagem total no campus a USP sem que as leis sejam aplicadas par eles.

Meu conselho:

Se você está indignado, assim como eu, provavelmente você não estuda na USP, não é policial, nem político… não é advogado nem médico.

Então amigo… cumpra as leis, pague os impostos em dia, senta e chora.

Att,

Mathias.

Ouvindo: 

 

Qual o instinto mais primitivo do homem? O medo ou a preguiça??