Posts com Tag ‘transporte’

Ufanismo

Publicado: 26 de fevereiro de 2013 por Kzuza em Cotidiano
Tags:,

A nova onda agora é apoiar a campanha pelo Metrô 24h em São Paulo.

Eita porra! Já escrevi aqui sobre o efeito manada, não escrevi não?

A idéia é a seguinte: já que tem a Lei Seca e eu não posso beber e dirigir, já que eu gosto de sair à noite, então o governo tem que me dar um transporte decente 24 horas por dia.

Acho que eu perdi o ponto onde essa conversa perdeu o sentido. Vamos lá.

Primeiro ponto: só agora transporte coletivo de qualidade virou a bola-da-vez dos revoltadinhos de mouse? Só por que não dá mais pra encher a cara no boteco à noite e voltar dirigindo pra casa, já que eu posso ser preso e tomar uma multa filha da puta de alta?

Segundo ponto: ninguém está proibindo ninguém de sair à noite dirigindo por aí. Você pode continuar frequentando sua baladinha, seus bares, seu cinema, seu restaurante, a puta que vos pariu! É só não beber, simples assim. É algo do tipo: já que eu não posso roubar um carro porque eu corro o risco de ser preso, então o governo tem que me dar um.

Terceiro ponto: utopia esse lance de achar que o Metrô vai ficar aberto 24 horas por dia, né não? Se você já leu qualquer coisa sobre transporte ferroviário, se já ouviu falar alguma coisa sobre a vida de trabalho no metrô durante a madrugada, ou até se já assistiu um documentário da BBC sobre o metrô londrino, iria saber que isso é impossível. Os trilhos necessitam de manutenção constante. A rede toda necessita de manutenção. Então não me enche o saco com essa porra, por favor!

Bem, agora vamos pra outro chopp e pra outra batata.

Eu concordo que precisamos de transporte público de qualidade. Isso é uma deficiência absurda onde vivemos. Mas isso não é só à noite. E não é só por causa da lei seca. Querer vincular as coisas é que é o problema. Mas a deficiência não é somente no metrô, que fique bem claro.

Se você é morador da cidade de São Paulo, pode contar com linhas de ônibus noturnas, que funcionam 24 horas por dia (algumas informações aqui). Não é a solução ideal, pois falta muito para atender uma cidade tão grande, mas já é um começo. Se você não mora na capital, sinto muito, mas nem o metrô 24 horas iria lhe ajudar.

Transporte Público

Publicado: 10 de agosto de 2010 por Kzuza em Cotidiano
Tags:,

Descobri hoje um blog interessante que fala sobre as aventuras no transporte público na região metropolitana de São Paulo: http://www.mauaen.se/

Lendo algumas histórias lá, vejo que a realidade de quem mora no ABC é muito semelhante a de quem mora na Zona Oeste da Grande São Paulo (Carapicuíba, Jandira, Itapevi), de onde vim. Não preciso ser inteligente para imaginar que também é o mesmo para quem mora nos extremos da Zona Leste e da Zona Norte também.

Enfim, a leitura foi boa para identificar muita coisa que eu sempre pensei, mas nunca escrevi aqui.

Nada se fala sobre chuvas e enchentes ao longo do ano na cidade de SP. Guardam isso para Janeiro e Fevereiro, quando o bicho pega de verdade. Durante o ano, esquecem de planejar e executar obras que possam de fato resolver os problemas da população. E quanto chegamos no verão, o que acontece? Sobram declarações de que “nada se pode fazer contra essas condições severas de clima”. E prega-se o conformismo. Porque o povo ignorante acredita.

Outro ponto que também me irrita é ver as propagandas bonitinhas da CPTM e do Metrô na TV. O mundo parece 5 estrelas. O que pode até parecer para quem usa esses meios de transporte esporadicamente ou fora dos horários de pico. Porque para quem realmente PRECISA usar o transporte público, porque não tem outra opção, o bicho pega de verdade. É no horário de pico que a realidade se transforma e as deficiências vêm à tona.

Essa expansão descontrolada da cidade só tende a piorar o cenário. A cidade de SP não tem mais para onde crescer, o que faz com que os migrantes continuem a se instalar nas cidades periféricas. E como bem descrito no blog do Mauaense, quem não tem dinheiro, não consegue morar perto do emprego. E não consegue usar o carro para ir trabalhar, porque sai muito caro. E o transporte público não dá conta de atender à sua demanda cada vez maior. E esse ciclo vicioso parece não terminar nunca.

Enfim, caminhamos a passos largos para o caos completo.

Pobre São Paulo!

Publicado: 24 de março de 2010 por Kzuza em Cotidiano, Política
Tags:, ,

Quem vive em SP (entenda-se região metropolitana, ou Grande SP) sempre teve a impressão de que a cidade era um paraíso para se trabalhar, mesmo que não se fosse um excelente local para se viver.

Acontece que, com o passar do tempo, SP não tem se mostrado mais um bom lugar para se trabalhar, mas sim um bom local para ganhar dinheiro. Isso porque cada dia está mais difícil de se trabalhar aqui. Aliás, qualquer coisa que se tenha que fazer fora da sua casa tem sido um tormento.

O trânsito te impede de ir rápido (leia-se: em menos de meia-hora) a qualquer lugar que fique a mais de 1 km da sua casa. E não, isso não é força de expressão.

Se você necessita de transporte público, ou então prefere o coletivo a ficar parado sentado ao volante do carro, é melhor começar a rezar. Primeiro, reze para que exista uma estação de metrô próxima à sua casa ou ao local de destino. Já é um alento, porque esse ainda é o meio de transporte menos terrível da cidade. Caso contrário, reze para morar em algum lugar atendido por boas linhas de ônibus, o que é cada vez mais raro em toda a região metropolitana. Quem mora fora da cidade de SP sabe bem o que estou falando.

E aí o governo inaugura novas estações de metrô. A linha toda fica mais extensa, contemplando novas regiões da cidade. Mas o número de trens na linha não aumenta proporcionalmente, o que faz com que os intervalos entre trens fiquem maiores e…. bem, você pode imaginar. Ah, você achava que esses trens novos seriam adicionados ao já existentes? Não, estão substituindo os antigos. Pelo menos é alguma coisa.

Então criam-se novas faixas de rolamento na Marginal Tietê. Mais espaço para o congestionamentos. Mais espaço para a tuma ficar ali paradinha, lado a lado. Quem sabe agora sobre espaço até para a galera montar uma mesinha de truco.

Você sai mais cedo de casa e volta mais tarde a cada dia. Pense nisso.

E tem gente que se orgulha de SP ter de tudo, 24 horas por dia. Bem, do jeito que as coisas andam, essa é a única forma de sobrevivência. Porque se uma loja ou um serviço fecha às 19h, e você precisa dele, não conseguirá chegar até lá, a menos que trabalhe do lado.

Porque a cidade não tem mais como crescer. E ninguém se preocupa com isso. Ninguém está nem aí para o crescimento populacional e para a migração de pessoas para cá. São Paulo tem cada vez mais gente e cada vez menos paulistanos. Inflando a cidade. Que perde a identidade a cada dia. Um povo sem cara, com todas as caras. Que se orgulha de… de… de que mesmo?