Posts com Tag ‘neymar’

Novos deuses

Publicado: 20 de agosto de 2012 por Kzuza em Comportamento, Esporte
Tags:

Estava reparando como as pessoas hoje em dia são tendenciosas a endeusar certos indivíduos. Atualmente, basta muito pouco para alguém ser colocado em um altar para virar objeto de admiração e devoção. Uma qualidade, algo que o cara faz bem, isso já basta para colocá-lo em destaque em relação aos demais, aos comuns, aos pobres mortais.

Hoje pela manhã li alguns trechos da entrevista dada pelo técnico Tite, do Corinthians, após a derrota do time ontem para o Santos, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Tite criticou duramente o comportamento do jogador Neymar dentro de campo. Disse que o jogador é um mau exemplo para os jovens e, entre outras palavras, que ele é firulento e cai-cai, na gíria do futebol. Enfim, nada que o mundo inteiro já não saiba. As vaias durante as Olimpíadas de Londres comprovam isso.

Muita gente vai dizer que Tite é um mau perdedor, ou que não sabe reconhecer um gênio. Eu discordo de quem pensa assim.

Vamos aos fatos. Ninguém seria tolo de discutir o futebol do garoto. Com as bolas nos pés, é um gênio. Além disso, conta com um carisma absurdo, semelhante ao de outros grandes ídolos da nossa geração. No entanto, aparentemente isso providencia ao jogador uma credencial para fazer o que quiser. É como aquela criança bonitinha na casa dos avós. Então ele pode fazer o teatro que quiser dentro de campo, e todos ficarão com dó dele. Ele pode saltar um metro de altura, chorar, espernear, e você vai acreditar que ele está com dor e foi acertado injustamente. E coitado de você se comentar isso com algum torcedor santista. Você estará morto! Como ousa questionar um Deus? Tudo o que ele faz é indiscutível! Você não pode questionar um Deus!

Neymar é um ótimo jogador, um dos melhores que já vi. Dá prazer de vê-lo fazer suas jogadas. Quem gosta de futebol, adora isso. Mas tudo isso acaba na primeira vez que encostam no garoto. Ou na primeira vez que ele é contrariado.

Eu, que nem sou tão velho assim, vi outros jogadores em atuação que não devem muita coisa à Neymar (se é que devem algo). Vi Ronaldinho Gaúcho no auge, vi Ronaldo Fenômeno, vi Careca, Romário, Junior… Não me lembro muito de Zico, mas há quem diga que ele foi melhor que Pelé. Mas enfim, todos os nomes que citei conquistaram muito mais do que o jovem jogador santista conquistou até hoje. Claro, ele é muito novo e deverá alcançar muito mais feitos, mas então porque já é um Deus?

Pausa para uma leitura de pensamento: Se você é santista, nesse momento do texto, deve estar pensando: Pô, Zuza, você é um baita de um invejoso porque o Neymar não joga no seu time. Ele é o melhor da história!

Voltando ao assunto principal do texto e fugindo um pouco do menino Neymar, canso de ver exemplos no meu dia-a-dia que confirmam o que eu quero dizer. Um simples talento é capaz de colocar alguém acima dos outros normais, independente das outras merdas que esse mesmo alguém faça. Não é porque alguém é bom em algo que ele tem o direito de cagar no restante. E é isso que as pessoas não entendem. Valorizar demais um talento individual leva à injusta degradação dos demais.

O moleque da Vila

Publicado: 22 de setembro de 2010 por Kzuza em Esporte
Tags:, ,

A história recente do menino Neymar no time do Santos é algo anunciado há muito tempo, mas ninguém quis enxergar até então.

Ele precisou mandar o técnico do time tomar no c*, e depois mandar o técnico embora, para que então as pessoas começassem a comentar a malcriação do menino.

Neymar é apenas um dos garotos da tal geração Y que vem por aí. Em breve, estarão por aí, ao seu lado no escritório de trabalho, tomando atitudes iguais ou piores que o tal jogador de futebol.

Nem Vanderlei Luxemburgo suportou o rapaz. Ou vocês acham que ele não jogou ano passado, quando o time era comandado pelo técnico ranzinza, por que ele não tinha futebol suficiente? Nada. O moleque é craque desde criança. Tem bola de sobra, mas cabeça de menos. É prepotente. Sempre foi. Só que o talento cegava quem estava em volta. Ou então as pessoas pareciam não se preocupar com isso.

Enfim, o que eu posso dizer é que a diretoria do time santista fez é coerente. Incorreto, mas coerente. Ou Neymar, ou Dorival Junior. Os dois não podiam mais trabalhar juntos. E para quem não lembra, o time abriu os cofres, reuniu patrocinadores, e bancou o “fico” do jogador há poucos meses, sob uma pressão danada, e às custas de muito dinheiro. Não iam jogar isso para o alto agora, o prejuízo seria muito maior. E assim cria-se um monstro, parafraseando René Simões. É como o pai que prefere dar um presente de R$ 1000 para o filho, só para não ter que sair no horário do trabalho para ir a uma apresentação de escola.

E é por essa e outras que cada vez gosto menos de futebol…

Distorção

Publicado: 28 de abril de 2010 por Mathias em Comportamento
Tags:, ,

Olha só…

O muleque falou com a maior naturalidade sobre preconceito e já começa a crucificação.

Os jornalistas de hoje querem mesmo é criar polêmica, a primeira pergunta foi sobre discriminação!

De fato ele pode não considerar-se “Preto”, como disse sem usar do “Políticamente Correto” que aceita Afrodescendente. Até porque aqui todo mundo é misturado, e o menino ainda veio com com olho verde.

É quase uma mistura de Mico-Leão com Huskie-Siberiano!

Estreando uma enquete!

Ouvindo: Megadeth (Já está na web Zuza!)