Posts com Tag ‘Natal’

Um ano de recomeços

Publicado: 16 de dezembro de 2016 por Kzuza em Geral
Tags:, ,

Bem, amigos da Rede Globo, estamos agora por conta do juiz. Aos 43 minutos do segundo tempo de 2016, o árbitro sinaliza mais 15 dias de acréscimo para o término da peleja. Um ano que por mim já poderia ter acabado, mas que ainda tem um suspiro final para todos que são fortes.

Prefiro encarar esse ano não como o ano de grandes perdas, mas sim um ano de grandes recomeços.

Um ano que começou atormentando já no seu segundo dia, com a partida da minha última avó ainda viva. Um sentimento de perda grande, superado pela certeza de que agora a alma dela está livre e não mais presa a um corpo deteriorado pelo Alzheimer. Um recomeço para nós como família, agora com mais responsabilidade de nos apoiarmos uns nos outros. E para mim, agora com várias avós substitutas que me adotaram.

Assim também foi um ano de perdas não só para nós, mas principalmente para grandes amigos. Os compadres Cosme e Chiquinha que viram nosso Kadu partir tão cedo, de forma tão repentina. Nossa família de Tatuí que viu a partida da Ivone, a mulher mais bem humorada e divertida que tive o prazer de conhecer. Meu amigo e co-autor desse blog Matheus e sua esposa Viviane que lutaram tanto nos últimos 4 anos e viram a Isadorinha virar mais uma estrela. E tantos outros próximos que também passaram por momentos semelhantes, mas que prefiro encarar como recomeços de suas vidas, agora de uma maneira diferente, com apoios diferentes, com necessidades diferentes.

Foi também o ano do meu recomeço profissional. Quando decidi abandonar minha carreira para partir em busca de um empreendimento próprio. As dificuldades ainda nem começaram direito, mas certamente o prazer disso não se paga. E aqui devo agradecer imensamente aos amigos que mais me incentivaram e me apoiaram nesse projeto: Karinão, Dani Gomes, Fran e meu primo-compadre-amigo-irmão Carlos, vocês fizeram muito a diferença pra mim. E claro, aos meus pais, que desde o início acreditaram e apoiaram.

Na esfera dos relacionamentos pessoais, também um ano de grandes recomeços. Recomeçar a vida após o término de um namoro nem tão longo, mas intenso, sincero e delicioso, ao lado da pessoa mais admirável que já conheci e já amei. Recomeçar após decepções pessoais repentinas, inexplicáveis. Recomeçar após descobrir que certas amizades não eram exatamente o que eu imaginava.

Ano em que ganhei uma nova sobrinha, Mariana, que significou mais um recomeço para a vida dos meus grandes amigos Fabi e Carlão.

Ano em que conheci um dos lugares mais lindos do mundo, Turks and Caicos, onde a água é de um azul incomparável e a areia é dourada.

Ano em que tive a oportunidade mais que gratificante de encontrar antigos amigos, de mais de 15 anos, da época da Fundação Bradesco, CPM, Bradesco, Politec, EDS… etc., e perceber que pouca coisa mudou. Poder perceber que cultivamos bons relacionamentos e um excelente respeito mútuo durante todo esse tempo foi mais que satisfatório: foi estimulante! E aqui vale identificar pessoalmente cada um com quem tive essa experiência fantástica: Kadu, Bruninho, Recchi, Ostan, Cleber, Alê, Tchuka, Enrico, Andrea, Edi e Japiassu. Os encontros valeram à pena!

Então, somente posso desejar a todos que o Natal de vocês seja repleto de felicidade e paz. Que Cristo esteja com vocês e suas famílias nesse momento de celebração à vida e, por que não, aos recomeços. E que o ano de 2017 seja o melhor ano da vida de todos nós, repleto de coisas boas.

E mais um ano se foi…

Publicado: 18 de dezembro de 2014 por Kzuza em Geral
Tags:,

C-A-R-A-L-H-O!

Desculpem-me pelo palavrão logo no início do texto, mas não tenho como começar meu tradicional desabafo de final de ano senão com essa expressão de indignação! Que ano marcante!

Não, não vou dizer que, mesmo tendo sido o ano mais difícil da minha vida, esse tenha sido um ano de merda. Não, não sou tão pessimista e negativista a esse ponto. Uma paulada de coisas boas aconteceram, suficientes para atenuarem todas as dificuldades que enfrentei.

É lógico que não foi nada fácil encarar as grandes perdas que tivemos esse ano, como a Dona Maria, avó dos meus primos e que por tabela era minha avó também, e do meu tio Gonção, padrinho da minha irmã e meu por tabela também. Também não foi nada fácil encarar os perrengues que passamos com a minha avó esse ano (que o diga meu pai!).

O final do ano também tem sido especialmente difícil para mim. Depois de mais de 5 anos de casados e mais de 8 anos juntos, eu decidi me separar da Juliana. Ela foi sem dúvida a pessoa quem eu mais amei e com quem eu passei os melhores momentos da minha vida, mas infelizmente acabou, por uma série de fatores que nem devem ser detalhados aqui. Certamente foi a coisa mais difícil que fiz na minha vida, mas estou disposto a arcar com todas as consequências em nome da minha felicidade.

Mas também foi o ano de muita coisa boa, a começar pela excelente viagem que fiz à Europa. Conheci lugares que sempre tive vontade de conhecer e, graças a Deus, corresponderam às expectativas. Budapeste é fantástica e ficará para sempre na lembrança, assim como foram todas as cidades da Croácia.

E nada se compara à felicidade de ter ganho meu primeiro sobrinho. O João nasceu em Setembro, 10 dias antes de eu ganhar também uma nova sobrinha-galeta: a Lara. Também nasceu agora o Davi, filho dos meus amigos Leandro e Priscila, e irmão da Letícia.

Só que o mais importante nesse ano turbulento foi ter descoberto o tanto de amigos valiosos que eu tenho. Não vou nem falar da minha família, porque eu nunca tive dúvida do quanto eles eram foda demais, mas meus amigos realmente me surpreenderam para o bem. Não falo daqueles que já me acompanham há tanto tempo e de quem eu jamais esperaria nada diferente de tanto amor e atenção, mas aqueles que me encheram de carinho mesmo sem nenhum motivo aparente. A todos vocês, realmente eu só tenho a agradecer.

No fim, só espero que 2015 seja novamente de muito mais notícias boas do que notícias tristes. Que eu encontre meus primos em mais churrascos e em menos velórios. Que a gente tenha muito mais motivos para rir do que para chorar. E que a felicidade de cada um seja atingida. Será um ano certamente melhor para todos nós.

A você e à sua família, um excelente Natal e um ótimo Ano Novo!

Tempo de Renovar

Publicado: 21 de dezembro de 2013 por Kzuza em Geral
Tags:, ,

Estava aqui pensando que ainda não escrevi nada sobre esse ano que se encerra, como tradicionalmente faço há alguns anos. A correria desse final de ano não tem me deixado pensar muito bem nas coisas, não tenho lembrado de muitos compromissos e dívidas que tenho… enfim, está sendo uma época bem turbulenta. Não gosto muito de escrever quando estou influenciado por fortes emoções, ainda mais na minha tradicional retrospectiva. Mas ainda assim me sinto nessa “dívida moral” com meus amigos.

E até que 2013 foi um ano recheado de ótimas surpresas. Muitas conquistas pessoais, graças a Deus. Consegui 2 férias e 2 viagens sensacionais num mesmo ano, o que é cada vez mais raro nesse mundo workaholic onde vivemos.

Muitos novos bebês chegaram ao mundo (aliás, diga-se de passagem, o mundo acabará em bebês!). Muitos amigos sendo agraciados com novos pimpolhos. E isso é bom, pois cada criança que chega ao mundo faz com que minhas esperanças em um mundo melhor se renovem. Não sei porquê, mas sempre espero o melhor.

Assisti ao último show que faltava na minha lista. Mesmo com um som de bosta, o Black Sabbath é surpreendente.

A Dani e o Douglas casaram e fomos padrinhos! Finalmente! Parecia que não chegava nunca!

Tomei gosto pelo ciclismo. Até que enfim um exercício físico que me agradou, além do tradicional levantamento de copo.

Decidimos botar em prática um plano de ter filhos (embora a Dona Juliana insista em querer mudar de ideia).

Enfim, nossa vida não pára nunca e passamos cada dia mais a buscar novidades para não viver na monotonia. E é isso que eu desejo para todos vocês, meus amigos de sempre. Desejo que todos estejamos sempre nos reinventando, buscando o novo, experimentando, fracassando (por que não?) e aprendendo novas lições. Reclamem menos e façam mais, mudem mais. O mundo precisa disso.

Que o seu Natal seja maravilhoso e que o ano de 2014 seja, como sempre, o melhor ano de nossas vidas.

It’s the end of the world…

Publicado: 19 de dezembro de 2012 por Kzuza em Geral
Tags:,

hitler_natal
Resolvi me apressar para escrever minha tradicional mensagem de final de ano aos amigos, já que o final do mundo está agendado para essa sexta-feira, dia 21/Dez/2012.

O ano acaba dando sinais de que realmente estou ficando velho. Minha saúde e disposição não são mais as mesmas de quando comecei a escrever essas baboseiras. Começo a sentir dores e cansaços que não me abalavam antes. E também fico cada dia mais chato e ranzinza. Não quero nem ver quando estiver com 50 anos, se eu chegar lá.

E apesar de tudo, eu continuo sempre vendo as coisas da melhor ótica possível. E acho ainda que 2012 foi o melhor ano da minha vida, como também acho que 2013 também será. Nós fazemos as coisas estarem bem, através das nossas ações e pensamentos. Não que as coisas tenham sido fáceis nesse ano, mas certamente tudo que aconteceu de positivo supera as derrotas e os tombos que tivemos.

Não dá para fechar o ano sem lembrar dos perrengues que passamos. Nossa família sofreu um baque tremendo com a internação da minha avó. Papai passou por péssimos bocados. Carregou nas costas um peso tremendo. Esvaziar a casa em que eles foram criados e onde nós, netos, passamos toda nossa infância, foi bem difícil para todos. Ela não tinha mais condições de ficar lá sem cuidados especiais, e uma parte de nossas vidas se foi junto com ela para a clínica. Acho que ninguém imaginava que o Alzheimer seria tão duro.

Mas prender-se a isso somente seria condenar 2012 a ser um ano tão ruim como teria sido 2002 ou 2007, considerando-se somente as perdas do meu avô e da minha avó. Mas o jogo continua, a vida continua, e graças a Deus várias outras coisas boas aconteceram.

Gordinha voltou a trabalhar. Voltei à Europa, agora com a mulher da minha vida. Conhecemos a Turquia antes mesmo de Salve Jorge ser rodada por lá. Papai superou tudo o que aconteceu e, aos 57 anos, pasmem, formou-se em Direito, com louvor. Minha irmã também se formou. De novo. A Livia nasceu. Eu voltei a estudar depois de 6 anos. E vovó, graças a Deus, hoje está super bem cuidada. Apesar de tudo, fazem o melhor possível por ela.

Enfim, o que fica de lição desse ano que vai se esgotando é que a vida sempre tem dois lados: o bom e o ruim. Vence aquele que você alimenta. E é justamente isso que eu desejo a todos vocês, amigos, para esse Natal e para o ano que inicia. Desejo que você saiba reconhecer e valorize as glórias que você recebe. Que tenha forças suficientes para superar seus problemas, mas que eles, após superados, façam somente parte do seu passado. Espero também que 2013 seja o melhor ano da sua vida novamente. Todos precisamos andar para frente. Sermos melhores e mais felizes a cada dia. A mudança é algo inevitável, então que todos mudemos para melhor.

Forte abraço a todos!

O ano mais feliz da minha vida

Publicado: 22 de dezembro de 2011 por Kzuza em Geral
Tags:,

E quem diria que depois de um ano tão mequetrefe quanto o de 2010, viria um 2011 tão recheado de coisas bacanas, heim? Tudo bem, vai, estou falando muito pelo meu lado, mas você deve concordar também, vai?

Depois de mudanças de emprego nos últimos 2 anos, esse foi o ano da estabilização. 12 meses, 365 dias (ou quase isso) trabalhando em um mesmo lugar. Isso parece meio novidade para mim. Mas vou te contar que, dessa vez, pelo menos até agora, fiz a escolha certa. Não que eu trabalhe no melhor lugar do mundo, mas no momento, era o melhor que poderia acontecer para mim.

Foi o ano das crianças. Nasceram a Isabella, a Valentina e a Isadora (só para citar as mais próximas): futuras aspirantes ao concurso de Miss Universo. Sem contar as inúmeras outras crianças (Maria Rita, Guilherme, etc.) que surgiram para o mundo em 2011.

Minha irmã comprou um apê! E se Deus quiser, quando completar 23 anos de namoro, estará casada!

O Moninho provou que, apesar de ser ruim pra caralho de mira, ainda tem um revólver que atira! E teremos um membro novo na família para 2012!

Eu tratei e curei outras 2 úlceras. Espero que dessa vez seja em definitivo! E tive tempo e grana para planejar minha viagem em 2012. Papai do céu nos permitiu várias coisas esse ano. Acho que fizemos as pazes novamente.

Infelizmente não foi um ano onde a paz reinou 100%. Alguns entraves aqui e acolá, vovó dando um trabalhão pro papai (e olha, se eu já era fã desse cara, esse ano serviu para aumentar ainda mais minha admiração por ele), mas mesmo assim tivemos progressos em algumas reconciliações.

Assim descubro que meu principal desejo a todos vocês, amigos, parentes e conhecidos, para esse Natal e para o novo ano de 2012: Desejo que você sinta-se bem consigo próprio. Faça as pazes com você mesmo, para então fazer as pazes com Deus (você acreditando nele ou não). E se vocês estiverem de bem, tudo vai funcionar maravilhosamente bem, eu garanto. Ou melhor, Ele garante.

Espero sinceramente, como todo ano, que o próximo seja o melhor ano da sua vida. Que você perdoe mais, que se magoe menos, e que esteja sempre em paz. Para poder melhorar, para poder ajudar, para poder amar e, principalmente, para ser feliz.