Posts com Tag ‘hipocrisia’

Dica de leitura: “Esquerda Caviar”

Publicado: 24 de janeiro de 2015 por Mathias em Cotidiano
Tags:, ,

Sabe aquele cara engajado em causas nobres, que adora posam de altruísta, mas não faz o que prega?

Pois são essas as figuras que Rodrigo Constantino disseca em seu livro.

Imagem

 

O livro faz críticas aos intelectuais e artistas engajados em fins nobres, apenas porque é legal, mas não permite o debate dos meios para tais metas. E só quem concorda com seus meios – sempre com a defesa da tutela estatal – defende pobres, negros, mulheres, gays e até a paz… ou seja, eles detém o “monopólio da virtude”, e se você não está na onda então você é contra tudo o que é considerado bom, é o tal “fascismo do bem”!

A hipocrisia está justamente em não agir conforme o discurso e usufruir do mesmo capitalismo que tanto condenam.

São tipos que defendem o atual modelo de escola pública mas os filhos estudam em escolas particulares, defendem o atual sistema de saúde pública mas não colocam o pé no SUS e preferem se tratar de câncer no Sírio ou no Einstein, defendem o governo Castrista mas passam férias em Paris, condenam o império americano mas vão as compras em Miami, apoiam a distribuição de renda mas mantém seu patrimônio em fundos imobiliários especulativos, propagam o alarmismo ambiental mas viajam sozinhos de avião somente para frequentar um restaurante badalado a 3000Km e volta pra casa no mesmo dia consumindo combustível fóssil em quantidade do consumo de uma família durante 1 ano.

Diferente do que todos falam sem ler o livro, o Rodrigo Constantino não fica somente na crítica vazia, ele defende, com ideias liberais, a maioria dos problemas que a ESQUERDA CAVIAR só se importa no discurso, mas que não se aplicam a realidade da natureza humana.

Conhecimento nunca é o bastante, então acho válido conhecer as ideias de pessoas que sabem facilitar nossa leitura, seja ela coletivista, individualista ou qualquer outro rótulo estereotipado… porque buscar nas origens filosóficas dos grandes pensadores é esbarrar numa leitura densa e de difícil leitura.

Acredito que é sempre válido conhecer todas as ideias e o livro traz referências bacanas que no fim já cria uma lista de outros livros para serem lidos.
Mas o principal é que máscaras caem no fim do livro, e a partir dessa leitura o ato de ler jornais, blogueiros e assistir a TV se torna uma tarefa as vezes enjoativa.

Hoje, com as redes sociais, a esquerda caviar surge de todo buraco, como ratos, e zunindo como gafanhotos, muito barulho, pouco texto!

FUI!

Anúncios

Esportistas e Torcedores

Publicado: 21 de outubro de 2011 por Kzuza em Esporte
Tags:, ,

Olha só, outro dia andei lendo uns posts que o Everaldo Marques publicou no Twitter. Comentando sobre Fórmula 1, ele disse que são poucos os brasileiros que de fato gostam e acompanham a categoria do automobilismo porque realmente gostam. Ele comentou que o número de espectadores havia caído muito junto com a queda do rendimento dos pilotos brasileiros. E ainda aproveitou para emendar um negócio que eu endosso: com exceção ao futebol, o interesse do brasileiro pelos esportes está associado ao bom rendimento de algum atleta brasileiro. Ele citou o exemplo do UFC, cuja rápida ascenção da popularidade nos últimos tempos têm se dado justamente graças à excelente fase de atletas brasileiros.

Concordo em absolutamente tudo com ele.

Essa onda agora dos Jogos Panamericanos, disputados em Guadalajara, exemplifica tudo isso de maneira muito clara. O mesmo também pode ser observado numa escala um pouco maior durante os jogos olímpicos. O povo em geral começa a se interessar por esportes que, até então, ninguém acompanha.

Ontem, com a medalha de ouro conquistada pelas meninas do vôlei (com todo o mérito, diga-se de passagem), isso ficou ainda mais claro. Agora, todos passam a endeusá-las e a vangloriar o seu feito histórico. Sim, todos. Inclusive aqueles que há 4 anos, depois da derrota frente às mesmas cubanas na final do Panamericano do Rio de Janeiro, desprezaram as meninas e as tacharam de “amarelonas”.

Pois é, a galera lembra-se do vôlei somente quando a seleção está lá em quadra, e mesmo assim, só quando vence algum torneio importante. Mas tenho certeza que pouca gente faz idéia de que essas mesmas atletas que estão lá disputam campeonatos interessantes aqui no nosso país, treinam e jogam em clubes bons, e que não é somente no Pan ou na Liga Mundial que entram em quadra. Um exemplo muito claro disso é ver que choveu gente no Twitter se perguntando, logo no primeiro jogo, quem era Fernanda Garay.

Isso porque o vôlei é, em teoria, o segundo esporte na preferência nacional. Imagine o que acontece com o basquete, o handebol, ou mesmo o mais digno dos esportes (na minha modesta opinião), o atletismo? O povo só vai se lembrar que existe se ganharem alguma medalha, e tem que ser de ouro.

Fico pensando no que serão os jogos olímpicos no Rio de Janeiro, em 2016….

Parem de hipocrisia!

Publicado: 17 de junho de 2010 por Kzuza em Política
Tags:

Hoje pela manhã escutei na rádio Jovem Pan mais uma história que mostra muito bem como nossos políticos tratam dos interesses da população. Afinal, eles fazem parte do povo brasileiro, e como a maior parte do povo brasileiro, não levam a sério o seu trabalho.

A proposta de lei dos vereadores Agnaldo Timóteo, do PR, e Antônio Goulart, do PMDB, que limitaria o horário de início das partidas de futebol na cidade de SP para as 21:15h, foi vetada pelo prefeito Gilberto Kassab há 2 meses. Claro. Kassab não quer se indispor com a toda poderosa Rede Globo.

Então, os vereadores que tinham aprovado o projeto na Câmara vociferaram. Afirmaram que derrubariam o veto do prefeito. Porque precisavam defender o interesse da população. Onde já se viu? É um absurdo a população ficar refém do horário de uma novela de uma emissora de TV!

Pois é. A votação pela manutenção do veto do prefeito foi ontem. Preciso dizer o que aconteceu??? A maioria dos cuzões que trabalham na Câmara de Vereadores de SP manteve o veto do prefeito. Há 2 meses, eram contra o prefeito. E agora, de uma hora para outra, mudaram de opinião. Estranho, não? O próprio Antônio Goulart, criador da proposta, solicitou no plenário que o veto do prefeito fosse mantido, para que ele pudesse então trabalhar em cima de outro projeto que ele tem, também relativo aos jogos de futebol na cidade. Ele, no entanto, só esqueceu de mencionar que seu novo projeto não diz nada a respeito do horário dos jogos. Ou seja: o torcedor que se foda!

Agnaldo Timóteo, o vereador de SP que não saber ir à pé da Praça da Sé até a Praça da República, nem compareceu à votação, mas se disse traído pelos seus colegas. Pura hipocrisia. Ele faria a mesma coisa para defender os interesses dele.

E você aí, ainda acreditando nas propagandas políticas. Acreditando naqueles caras dizendo que querem defender os direitos e os interesses da população. É o caralho! Eles querem defender o deles, e você que se foda, seu idiota. Continue votando em alguém e contribua para que isso continue. Boa sorte!

Nota: Sim, baixei o nível. E que me desculpem os mais puritanos.