Sobre

Sabe aquela hora em que você está sozinho, sem ninguém por perto, no silêncio absoluto, em que você começa a pensar sobre um monte de coisa e um turbilhão de idéias vem à sua cabeça? Sim, provavelmente você está em sentado em um vaso sanitário, pronto a colocar os meninos pra nadar, ou sentado embaixo do chuveiro aberto, ou se revirando na cama tentando encontrar uma posição melhor para dormir.

Isso acontece muito com a gente. Não que a gente cague muito, ou tome muito banho, ou sofra de insônia. Mas achamos que nossas cabeças sejam, depois dos nossos fígados, a parte dos nossos corpos com maior atividade.

E aí resolvemos criar um lugar onde pudéssemos colocar tudo isso que produzimos em mente. Ou seja, esse espaço será basicamente um pinico, ou uma latrina, onde iremos colocar toda a merda produzida por nós. Claro, em um sentido figurado! E esperamos que tenhamos mais acessos do que nossos antigos espaços.

E quem somos?

  • Renato Matos (Kzuza): sãopaulino de nascença, casado divorciado por opção, gerente de projetos por falta de opção, amante de heavy metal e de futebol americano. Revoltado, chato, filósofo, nervoso e boca suja. Adora vodka e cerveja. Amante da escrita. Se fosse juntar todos os textos bestas que já escreveu desde a infância, daria para publicar uma nova Barsa.
  • Matheus Magalhães (Mathias): santista, pai do Guilherme, tem o dente separado e a língua presa. Inteligente, despojado, engajado e sem papas na língua (sem trocadilhos). Analista de sistemas por influência do pai, motoboy por influência do trânsito. Já tentou criar 432 blogs sem sucesso. É o exemplo de que brasileiro não desiste nunca.
Anúncios