O Carnaval, a família e os amigos

Publicado: 1 de março de 2017 por Kzuza em Geral
Tags:,

dsc_2147-2_32333072454_o.jpg

Todo ano a história se repete. Entre a quarta-feira de cinzas de um ano e a sexta-feira que antecede o Carnaval do ano seguinte, a ansiedade toma conta dessa turma. Durante esse tempo, em todas as vezes que nos encontramos, é inevitável que não surja o assunto carnaval. Seja relembrando alguma história marcante de um sítio passado, seja planejando o que será feito no próximo sítio, sempre alguém comenta.

E quando chega a sexta-feira, a ansiedade se transforma em empolgação. É essa empolgação que dá força aos que, mesmo trabalhando durante a semana toda, ainda conseguem beber e comer em doses paquidérmicas até a madrugada. Que apesar da distância (e que digam os primos de Niterói) e do cansaço, não conseguem deixar para depois esse momento.

São 3 dias repletos de festa, alegria, amor e muita, muita comida e bebida. E depois ainda tem a terça-feira, conhecida por alguns como a “terça gorda”, o que reflete bem o nosso estado físico e de espírito. É a terça da ressaca, das risadas, de comer o que sobrou, de cozinhar um macarrão, de arrumar as coisas, de ver como os carros voltam vazios depois que toda a comida e bebida que levamos já foram consumidas, de nos despedirmos e de começarmos a nos planejar para o próximo ano.


Como quem manda nessa porra aqui sou eu, preciso agradecer pessoalmente a cada um dos presentes, que de forma individual deram sua contribuição esse ano para que esse fosse, como sempre, o melhor carnaval de todos os anos (até que chegue o do ano que vem).

Ao Alberto, pelas fotos, pelos rituais metodológicos preparatórios para qualquer atividade, e pelo bolinho de bacalhau fantástico. À Alessandra, pelas conversas, pelas dicas e pela paciência. Ao Tales, pelas conversas engraçadas, pelas milhares de cervejas compartilhadas e pelos belos levantamentos nas partidas de vôlei. À Érica, simplesmente pelo fato dela ser a Érica (a mais linda, a mais engraçada, a mais atormentada, a mais tudo). E ao Matheus, grata surpresa, pelo primeiro ano junto conosco, pelo bom humor e pela presença.

Ao meu compadre Carlos, pelas risadas, mas principalmente pelo churrasco. À minha comadre Ema, por ter levado as sobrinhas esse ano. E às crianças Carol (que nem é mais criança assim), Isabella, Davi e Gustavo (cujo galo na cabeça não o vai deixar esquecer do carnaval esse ano tão cedo).

Aos meus pais, os mais lindos e fofinhos desse mundo, por terem me feito nascer nessa família tão fantástica. À minha irmã gordinha e ao Tico, meu grande amigo, pelas caipirinhas (e aqui eu teria que ficar agradecendo mil vezes).

Às tias mais legais desse mundo que formam o trio da organização operacional do evento, Lourdes, Angela e Mariana. E também às tias Carmo e Maria do Rosário, que mesmo com uma participação especial no evento em um dia só, trouxeram tudo o que de melhor podiam. Que Deus dê vida longa a todas!

À Ana Maria e ao Edimilson, meus grandes amigos, por todo o papo e pela farra. Ao Pedro, meu ídolo declarado, por ter me feito fazer mais exercício físico nesses 3 dias do que no último ano inteiro, e à Nicolle pela simpatia e pelas fotos que estão me fazendo ganhar milhares de seguidores na internet (brincadeira!…rs). Ao Matheus e à Mirella, pela participação especial no baile de máscaras no domingo.

Ao Luis Carlos, por todas as batidas, caipirinhas, mojitos, gasolinas e desinfetantes compartilhados. E a todas as suas meninas, Karina, Paty, Maria Clara e Vitória, pelo carinho e educação de sempre. E ao Matheus também, pelas fotos aéreas que ficaram show de bola! (Nota de tristeza aqui pela ausência da Priscila, mas ano que vem se Deus quiser ela estará lá).

À Márcia pelo carinho de sempre comigo. Ao Sadao pela espontaneidade e pelo bom humor impressionante. E à Marta, claro, pela toalha que me salvou da hipotermia no sábado, que ajudou a curar a ressaca.

Ao Porcodinho e à Tita por serem tão engraçados, mas principalmente por nos darem a Aninha como companheira. Que menina fantástica!

À Paulinha, por ser essa minha baita amigona de sempre. Ao Sandrão, por ser o grande churrasqueiro que é (ou finge ser…rs). Ao Dudu, por ser esse moleque cada dia mais divertido.

À Carla e ao Milton por terem me emprestado o Augusto na sexta-feira e por terem feito parte da festa na segunda. Ao tio Carlão por… ah, por ser o tio Carlão, né? Não precisa dizer mais nada. E à minha madrinha-adotiva Maria de Jesus, pelo sorriso mais bonito que existe.

À Fran, ao Marcio e à Lorena, por terem aceitado o convite e por terem tratado tão bem todos da minha família. Vocês são amigos mais que especiais e são sempre muito bem vindos (desde que não levem embora mais ninguém além da minha mãe e da Tia Lurdão).

À Claudia pelo carinho com que me trata, mas principalmente pelas lindezas que são o Luigi, a Giovana e, é claro, minha paixão eterna, Giullia (que ficou tão pouquinho que vou ter que trazer ela para passar uns dias aqui em casa…rs).

E por último, não menos importante, mas o meu eterno agradecimento ao cara que é responsável por tornar tudo isso possível. Sem você, Luis Antonio, acho que cada um de nós seria um pouco menos do que somos individualmente. Mais que agradecer pelo carnaval, agradeço por ajudar a manter essa família assim, juntinha.

Anúncios
comentários
  1. Gisela disse:

    Muito lindo ver o amor expresso em palavras! ❤️❤️❤️

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s