De que lado você está?

Publicado: 3 de março de 2015 por Kzuza em Política
Tags:, ,

ptpsdb

A rinha mesquinha entre partidários do PT e do PSDB recentemente tem resultado em apenas uma única vítima: o povo brasileiro. E vou tentar explicar aqui o porquê penso assim.

Se você é minimamente inteligente e esperto, você já deve ter reparado que estamos em uma crise política e econômica aqui no Brasil. Isso não deveria ser novidade para você, ao menos que você viva em um mundo de fantasias. Independente da sua convicção política, isso é um fato e, portanto, não tem como ser negado.

O problema é que atualmente a batalha política travada entre os dois principais partidos políticos do país saiu completamente do controle, passando do nível racional e ideológico para o fanatismo. É exatamente aqui que as coisas começam a piorar.

É inegável também que o Partido dos Trabalhadores possui um projeto de poder totalitário em curso, muito antes mesmo de Lula ser eleito pela primeira vez em 2002. A negação de tal fato só pode ter duas razões: inocência ou canalhice. Muita gente ainda me pergunta: “Mas se há um projeto, por que isso ainda não foi implementado?”. Oras, meus amigos, graças a Deus (e também ao PMDB), ainda somos um país cuja democracia ainda é sólida. Além disso, somos um país de dimensões continentais, com mais de 200 milhões de habitantes, o que honestamente é um empecilho dos grandes para qualquer ditador em tempos modernos. Mas não creia você que isso diminui a fome com a qual Dilma e seus súditos avançam sobre o país.

Uma das principais ajudas que o PT recebeu durante esse processo de tomada de poder veio justamente do PSDB. O partido tucano sempre foi passivo demais com os seus adversários, muito possivelmente porque ambos sejam partidos de esquerda, o primeiro mais radical, e o segundo, moderado. Percival Puginna explica um pouco disso no seu texto FHC e a síndrome do petismo delirante:

Você [FHC] virou uma síndrome do petismo. Ele [PT] julga redimir-se de todos os pecados apenas com se afirmar, à exaustão, melhor do que FHC e PSDB. Sou testemunha ocular desse delírio. Em muito microfone já denunciei tal prática como vigarice intelectual.

Só que o avanço desse projeto de poder aliado à cabeças criminosas e maquiavélicas (não vou explicar aqui novamente o Foro de São Paulo) começou a impactar negativamente todos aqueles os quais a intenção inicial era de “ajudar”. Coloco sim entre aspas porque a real intenção, na verdade, é aumentar o poder do partido, usando-se para isso um pano de fundo calcado na “ajuda aos pobres” / “luta de classes” / “distribuição de renda” e por aí vai.

O problema é que isso tudo tem corrompido, inclusive, muitas cabeças pensantes por aí. Basta ver o caso recente da Petrobrás e seus desmembramentos. José Carlos Sepúlveda da Fonseca escreveu muito bem sobre isso no artigo A Petrobrás e a intelectualidade corrupta. Veja:

O texto do dito manifesto aponta ainda uma “conspiração” para desestabilizar o governo; as investigações, segundo esses “expoentes intelectuais”, atropelam o Estado de Direito.

Chamo de novo a atenção: não são os crimes cometidos pela máquina corrupta do Partido dos Trabalhadores para consumar seu projeto de poder anti-democrático – e reduzidos por estes luminares a simples “malfeitos” – os que abalam o Estado de Direito; o que abala o Estado de Direito é a ação da Polícia e da Justiça, transformada numa “conspiração para desestabilizar o governo”.

Fernando Gabeira também descreveu bem em Os saqueadores da lógica o que o Partido dos Trabalhadores tem feito com o Brasil. Ele diz:

Se o PT pusesse fogo em Brasília e alguém protestasse, a resposta viria rápida: onde você estava quando Nero incendiou Roma? Por que não protestou? Hipocrisia.

Com toda a paciência do mundo, você escreve que ainda não era nascido, e pode até defender uma ou outra tese sobre a importância histórica de Roma, manifestar simpatia pelos cristãos tornados bodes expiatórios. Mas é inútil.

Você está fazendo, exatamente, o que o governo espera. Ele joga migalhas de nonsense no ar para que todos se distraiam tentando catá-las e integrá-las num campo inteligível.

Conheço uma série de pessoas que apoiam o PT. Invariavelmente, essas pessoas se enquadram em uma das categorias abaixo:

  1. Odeiam mortalmente o PSDB;
  2. São espoliadores e mamam nas tetas do atual governo;
  3. Acreditam que os fins justificam os meios.

Enfim, o que eu quero dizer é que não conheço um único filho da puta que apoie essa merda de governo federal.

Li um artigo excelente outro dia que tenta acabar por vez com essa discussão. Mais do que uma discussão polarizada entre dois partidos com ideais semelhantes, precisamos ser a favor do Brasil. O autor é Lucas Berlanza e o título do texto é Eu não quero um Brasil melhor…. Ainda! Veja só:

Algumas pessoas insistem em matraquear alegações genéricas e vazias e, percebendo ou não, auxiliam a cartilha dos opositores da liberdade que nos conduzem os rumos atuais.

A começar por aqueles que acreditam que fazer críticas ao petismo significa que você necessariamente é tucano. Esse raciocínio simplificador já foi suficientemente refutado por diversas vezes, estando mais do que demonstrada a pobreza de percepção de quem acredita que o universo de concepções políticas no mundo se limita ao socialismo de articulação bolivariana e populista do petismo e à social democracia – com tendências mais liberais, é verdade – dos tucanos, e que a adesão a qualquer outra corrente seria impossível para o brasileiro.

O texto ainda continua desmascarando uma série de argumentos falaciosos utilizados pelas pessoas (aquelas que se enquadram nas 3 categorias apresentadas anteriormente) que ainda defendem o atual governo.

Enfim, acredito que ainda existe muita gente sendo moralmente desonesta por aí defendendo práticas imorais tendo como finalidade um bem maior. Esconder-se atrás de belas iniciativas sociais, de acabar com a pobreza e a injustiça, ou de promover uma sociedade mais igualitária (seja lá o que quer que isso signifique), para justificar práticas criminosas é canalhice. E pior: acreditar que ninguém que pense diferente de você quer um mundo melhor para todos é de uma presunção tremenda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s