Dica de leitura: “Esquerda Caviar”

Publicado: 24 de janeiro de 2015 por Mathias em Cotidiano
Tags:, ,

Sabe aquele cara engajado em causas nobres, que adora posam de altruísta, mas não faz o que prega?

Pois são essas as figuras que Rodrigo Constantino disseca em seu livro.

Imagem

 

O livro faz críticas aos intelectuais e artistas engajados em fins nobres, apenas porque é legal, mas não permite o debate dos meios para tais metas. E só quem concorda com seus meios – sempre com a defesa da tutela estatal – defende pobres, negros, mulheres, gays e até a paz… ou seja, eles detém o “monopólio da virtude”, e se você não está na onda então você é contra tudo o que é considerado bom, é o tal “fascismo do bem”!

A hipocrisia está justamente em não agir conforme o discurso e usufruir do mesmo capitalismo que tanto condenam.

São tipos que defendem o atual modelo de escola pública mas os filhos estudam em escolas particulares, defendem o atual sistema de saúde pública mas não colocam o pé no SUS e preferem se tratar de câncer no Sírio ou no Einstein, defendem o governo Castrista mas passam férias em Paris, condenam o império americano mas vão as compras em Miami, apoiam a distribuição de renda mas mantém seu patrimônio em fundos imobiliários especulativos, propagam o alarmismo ambiental mas viajam sozinhos de avião somente para frequentar um restaurante badalado a 3000Km e volta pra casa no mesmo dia consumindo combustível fóssil em quantidade do consumo de uma família durante 1 ano.

Diferente do que todos falam sem ler o livro, o Rodrigo Constantino não fica somente na crítica vazia, ele defende, com ideias liberais, a maioria dos problemas que a ESQUERDA CAVIAR só se importa no discurso, mas que não se aplicam a realidade da natureza humana.

Conhecimento nunca é o bastante, então acho válido conhecer as ideias de pessoas que sabem facilitar nossa leitura, seja ela coletivista, individualista ou qualquer outro rótulo estereotipado… porque buscar nas origens filosóficas dos grandes pensadores é esbarrar numa leitura densa e de difícil leitura.

Acredito que é sempre válido conhecer todas as ideias e o livro traz referências bacanas que no fim já cria uma lista de outros livros para serem lidos.
Mas o principal é que máscaras caem no fim do livro, e a partir dessa leitura o ato de ler jornais, blogueiros e assistir a TV se torna uma tarefa as vezes enjoativa.

Hoje, com as redes sociais, a esquerda caviar surge de todo buraco, como ratos, e zunindo como gafanhotos, muito barulho, pouco texto!

FUI!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s