Uma questão de ponto de vista

Publicado: 14 de novembro de 2014 por Kzuza em Comportamento
Tags:, ,

BebeVesgo

Alguém uma vez disse que a vida é feita de escolhas. Eu fiz a minha: evitar preocupações. É lógico que Papai do Céu sabe, como ninguém, colocar em prova a nossa fé e, invariavelmente, elas surgem em nossas vidas. Mas no que depende de mim, eu escolhi levar uma vida leve. A Juliana, minha esposa, tem me ajudado muito nisso, porque ela é ainda melhor que eu nesse aspecto.

Não que eu seja um alienado ou um ignorante, nada disso. Simplesmente descobri que as coisas fluem de uma maneira muito melhor quando eu paro de me preocupar com o que os outros pensam, ou com as coisas negativas que ocorrem ao meu redor. Fica tudo mais fácil.

Vejo diariamente gente se queixando de tudo. Uma das palavras da moda é o “recalque” (não sei porquê, mas para mim essa palavra sempre teve a ver com maquiagem). Se você não sabe (como eu também não sabia), é um sinônimo de inveja. Pois todo dia aparece alguém reclamando da inveja dos amigos ou conhecidos. Não sei, mas para mim isso parece ser de um egocentrismo tremendo. Como se a vida dessa pessoa, a reclamona, fosse mais importante do que qualquer outra coisa.

Certo dia comecei a seguir um perfil americano no Instagram chamado “Truth Society” (Sociedade da Verdade). O responsável pelo perfil havia postado uma frase lá que achei legal e resolvi seguir. Que decepção. Desde então, para cada frase engraçada ou inteligente, havia outras 10 totalmente deprimentes. Sério. Eu pensava ter uma visão pessimista do mundo, mas os caras me superaram de longe. Comecei a me sentir um ignorante, pois segundo o perfil, somos todos manipulados pela TV/governo/magnatas e não conseguimos ter vida própria. Além disso, todo mundo na sociedade é falso e só age em interesse próprio. Só sabemos o que os poderosos querem que saibamos e ponto final, mesmo estando na era da informação.

Nessa última semana (vocês podem ver no meu último post antes desse), tivemos um debate com um conhecido que é adepto do socialismo. Ideologias à parte, pois cada um tem direito a pensar o que quiser, fiquei espantado com a visão pessimista de mundo do cara. E olha que eu me acho pessimista! Mas o pensamento dele sempre gira em torno do OPRESSOR X OPRIMIDO. Lendo os comentários, acabei me sentindo na idade média, ou na época da escravidão. Fazendo um paralelo com o “Truth Society”, somos todos vítimas de um modelo opressor e que precisamos nos unir para sair dele, a partir da extorsão / arruinamento dos poderosos. Somos, na maioria, incapazes de vencer por conta própria e conquistarmos nossas vitórias. E estamos fadados a ser manipulados por capitalistas que odeiam os pobres.

Pô, mas quem foi que disse que a vida é fácil?

Acho que se fazer de vítima é muito mais fácil do que levantar e lutar. É muito mais fácil lamentar do que decidir mudar. Então é por isso que muita gente escolhe esse tipo de caminho. Eu escolhi o caminho mais difícil, mas posso dizer que as recompensas foram muito maiores do que de quem escolheu o caminho mais fácil. Não preciso ser um milionário para me sentir bem sucedido. Não preciso ser dono de um negócio ou executivo de uma empresa para ser feliz. E muito menos vou achar que o universo conspira contra mim quando alguma coisa dá errado. É só continuar caminhando…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s