Eleições

Publicado: 6 de outubro de 2014 por Kzuza em Política
Tags:, , , ,

eleicoes-2014-urna

Antes de mais nada, antes que me julguem, dois dados importantes: sou paulistano, nascido e criado aqui, e votei em Aécio Neves para presidente.

Se isso não foi o suficiente para você parar a leitura do texto por aqui, gostaria de deixar o meu muito obrigado.

Em segundo lugar, queria dizer aqui que estou completamente decepcionado com essas últimas eleições e com o quanto nosso povo é alienado e desrespeitoso. Como eu sempre digo, nós temos um país muito melhor do que merecemos como povo. O Brasil ainda é, para mim, o melhor lugar do mundo para se viver, por ‘n’ motivos para os quais eu necessitaria de outro post para explicar.

Não acho que meu voto foi melhor ou pior do que qualquer outro. Aliás, mais para a frente eu explico qual foi o meu raciocínio.

O que mais me decepcionou mesmo foi a incoerência de muitos comentários que li pelo Facebook e a intolerância com a opinião alheia. Eu sinceramente já esperava, assim como foi em 2010, comentários xenofóbicos após os resultados do primeiro turno, mas dessa vez a turminha se superou.

A palhaçada já começa com o pensamento praticamente padrão entre a elite que se diz esclarecida de que o PT precisa sair do poder a qualquer custo. A imbecilidade já começa por aí. Sou perfeitamente a favor da alternância de poder e também contra muitas das políticas adotadas pelo atual governo, principalmente sua fome incessante pelo poder. Agora sequer analisar em quem estou votando somente para tirar o partido de lá é, para mim, totalmente insano.

Outra coisa que para mim não faz sentido é apostar as fichas no partido social democrata brasileiro. Quando não sei quem mencionou que o brasileiro tem memória curta, talvez não imaginasse que fosse tão curta assim. Essa mesma galerinha que hoje prega o retorno dos tucanos ao poder votou em Lula em 2002 para pôr fim às falcatruas do governo FHC e à sua política econômica. O Estado totalmente aparelhado, as inúmeras denúncias de esquemas de corrupção que NUNCA sequer foram investigadas, a dívida externa crescente, a inflação alta (mais do que a atual), o câmbio que atrapalhava as nossas exportações, o funcionalismo público sofrendo sem reajustes salariais (se você não tem funcionário público na família, pergunte a alguém que era nessa época e tire suas conclusões), o ensino superior totalmente sucateado e elitizado (sem essa história de FIES e SISU), tudo isso fez com que todos corrêssemos para o PT como a única salvação. Deu no que deu.

Estamos agora votando num partido que conhece como ninguém todos os caminhos insólitos de Brasília. Um partido que sempre praticou, onde quer que estivesse, a corrupção como se fosse a coisa mais natural do mundo. E para ajudar, aparelhou-se de todas as formas, de maneira que nada fosse investigado ou punido. Quase igual ao PT faz. Quase.

Agora nada supera a xenofobia paulista que, sinceramente, me deixa com uma vergonha alheia tremenda.

Primeiramente, um Estado que elege, entre os seus deputados, nomes como Tiririca, Marcos Feliciano e Andrés Sanchez deveria sentir vergonha. Como se não bastasse, ainda reelege em primeiro turno o governador do partido que está à frente do Estado há 20 anos. Ué? E a alternância de poder? Não era boa para a democracia? Um Estado com a educação pública sofrível que tem, com uma USP cada vez mais falida e sem verba, com uma Santa Casa que era hospital de referência e agora está prestes a fechar as portas, cuja segurança pública sofre há anos, onde estamos à mercê de uma organização criminosa que domina o estado (PCC), com os mais diversos escândalos em processos licitatórios do metrô, cujas rodovias são as mais modernas do país, mesmo que isso signifique preços completamente abusivos de pedágio e um estado dominado por uma única concessionária (CCR, comprovadamente ligada ao PSDB). Mesmo com tudo isso, reelegemos nosso governador e nos achamos melhores do que outros estados? É isso mesmo? Faz sentido?

Cheguei a ler com comentário, compartilhado por um amigo meu, de um ser mais exaltado propondo a independência do Estado de São Paulo. Veja o ponto aonde chegamos. Nós nos achamos tão superiores assim ao restante do país? Um povo que adora odiar a maior cidade do país, reclamando de tudo o que acontece por aqui (do trânsito, do povo, da poluição, da super população, do transporte e da puta que pariu), ainda assim quer se tornar independente? Para quê? Para podermos sofrer mais com o mesmo? Para podermos eleger quantos Tiriricas e Felicianos quisermos, sem ninguém pra nos infernizar?

O fato é que, infelizmente, cada um vota olhando para o seu próprio umbigo, e não pelo bem do país. Isso é natural, meus caros amigos. Você aí que acha o Bolsa Família um absurdo, um benefício que só sustenta vagabundo, etc. e tal…. sinceramente, você acha que os tucanos vão acabar com isso? Hahahahahahahahaha…. faz me rir.

É natural que o Nordeste seja o maior colégio eleitoral do PT. Ninguém nunca governou o país pensando neles. É óbvio que eles votam e continuarão votando em quem os ajudou, independente se tenha sido da melhor forma ou não. A discussão aqui não é essa. Eu também acho que o Bolsa Família tem muito o que melhorar e que o programa sozinho, como funciona hoje, não ajuda a desenvolver o país, mas não dá pra negar que dá uma sobrevida a quem mais necessita. Espero mesmo que o novo governo ajude a desenvolvê-lo como um meio de crescimento sustentável. Mas se esse fosse o único motivo pelo qual o povo vota no PT, tendo em vista que o programa atinge 25% das famílias brasileiras, de onde então vieram os outros 16% dos votos válidos que a presidente teve? Radicais (ou alienados) como os que estão aos montes se multiplicando no Facebook, irão elaborar as mais diversas teorias conspiratórias, desde a adulteração das urnas até fraudes no processo de apuração. Eu não vou nem discutir esse ponto, porque se você chega a esse tipo de conclusão, acho que esse país já é demais para você.

Eu sinceramente não consigo me lembrar o que era melhor na época do governo FHC em relação ao que é hoje em dia. Tirando o fato de que tínhamos um presidente extremamente inteligente, culto, que sabia se falar e se portar em público, eu talvez tenha de fato uma memória fraca. E agradeço quem puder me ajudar.

Gozado é que a maioria do povo que eu conheço que votou em Aécio Neves está muito bem empregado, recebe salário em dia, leva uma vida confortável, alguns até viajando para o exterior uma vez ao ano… A maioria também possui automóveis novos, gadgets importados, TV por assinatura, internet de banda larga para poder postar o que quiser no Facebook…. A maioria também possui convênio médico e não depende da saúde pública para nada. Enfim, não têm o que reclamar da vida. O que o PSDB então pode trazer de melhor? Ou, mudando a pergunta, o que o PT fodeu tanto a sua vida assim nos últimos anos para essa raiva tremenda?

Porra Zuza, então vota no PT logo e não me enche o saco! Seu petista de merda! Alienado! PTralha!

Não, não voto. Votei no Aécio assim mesmo. E não, não estou feliz com isso, mas também não estaria feliz elegendo uma despreparada para o governo, então fui no menos pior de todos. Não havia outra opção para mim. É claro que cada um tem sua escolha e quase todas são justificáveis, exceto as intolerantes e as não pensadas. A mudança nesse momento se faz necessária pelo término desse ciclo no poder. Voto pela renovação, mas não a qualquer custo. E também não tenho ilusão de que o próximo governo será melhor que esse. A merda continuará a mesma, mas espero que as moscas sejam diferentes…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s