Eurotrip – 16º dia – Hvar/Croácia

Publicado: 22 de agosto de 2014 por Kzuza em Viagem
Tags:,

Hoje foi o dia de conhecer a nova Ibiza. Hvar (lê-se Cvar, com o C quase mudo) é uma ilha conhecida por suas baladas intermináveis, gente bonita e praias maravilhosas.

Para chegar até aqui, pegamos um ferry no porto de Split com sentido a Stari Grad, que é um dos portos da ilha. Aliás, Stari Grad parece ser uma cidade dentro da ilha. O trajeto dura cerca de 2 horas. O ferry é grande pra caramba, cabe muita gente e muitos carros. Ao todo, acho que são 8 por dia que fazem essa travessia específica, com carros. Só com pessoas, são bem mais barcos.

Chegamos ao hostel depois de 1 hora de que desembarcamos aqui. Conto detalhes na seção “PRESEPADAS”. O ambiente é bacana pra caramba, e a menina da recepção deu um show explicando tudo o que podemos fazer por aqui. Como era por volta de 11:30h, resolvemos ir até uma praia próxima chamada Pokonji Dol, que segundo a menina é a mais bonita aqui de Hvar. Existem outras mais distantes que também são muito bonitas, segundo ela, e devemos ir lá amanhã. Aliás, amanhã também vamos alugar um barco (onde eu vou pilotando, não quero nem ver a bosta!) para ir até o arquipélago de Paklinski, que é aqui do lado.

Enfim, para chegar até essa praia, também passamos um perrengue. A trilha até lá é bem acidentada, toda de pedra, e bem inclinada. Mas a visita compensou. O lugar é bonito pra caralho. Almoçamos por lá mesmo e ficamos a tarde toda na praia. A Juliana tostando no sol e eu me escondendo debaixo do guarda-sol. A previsão seria de chuva pra hoje, mas fez um sol pra cada um aqui na ilha.
20140821_133257

20140821_132654

20140821_133253
Agora à noite demos uma ida até o porto de Hvar, onde vários iates e veleiros ficam atracados. Coisa linda de se ver. Passamos em frente ao Carpe Diem, que é uma balada bem conhecida pros lados de cá, e o negócio estava bombando.
20140821_195739

20140821_194836

20140821_195035

20140821_195332

20140821_195438

20140821_195612
Enfiei o pé na jaca e jantamos num puta restaurante de frente pro porto hoje. A gente se esbaldou e torrou até as cuecas lá, mas comemos muito bem. A Juliana adorou. Depois fomos a um barzinho super charmoso do lado para tomar uns drinks e voltamos para o nosso hostel. A cidade ferve à noite. As baladas abrem às 2h da manhã e vão até às 8h. Só para quem tem pique mesmo.

Surpresa do dia: A ilha é grande pra cacete. De Stari Grad para Hvar são 17 quilômetros. Isso porque Stari Grad está no meio da ilha.

PresepadaS do dia: Ah, hoje o dia foi cheio.
Pra começar, a aventura de pegar o ferry em Split. Chegamos 15 minutos antes do horário de saída, e descobrimos que precisávamos comprar o ticket num escritório dentro de um centro comercial lá. Um senhor, funcionário da empresa que opera o ferry, meteu a maior pilha pra eu ir comprar logo senão não embarcaria. Estacionei o carro numa área perto do porto e corri lá pra comprar a parada. Suei mais do que um porco véio. Isso tudo pra porra do barco sair com quase 10 minutos de atraso.
Depois, chegando em Stari Grad, pegamos as orientações para chegar até o hostel. Caralho, que nervoso. Primeiro fomos em direção a Hvar, aí achamos que estávamos errados. Voltamos até Stari Grad e fomos no sentido oposto. Só depois vi que as orientações do site eram para quem chegava no porto de Hvar, e não de Stari Grad. Porra, toca voltar tudo de novo na direção contrária da ilha. Enfim, chegamos a Hvar e como faz pra achar a porra do hostel? Vai pra lá, vai pra cá, e nada de encontrar nenhum ponto de referência. Voltei até o centro, encontrei um sinal de Wi-fi e vi no GPS que estávamos bem próximos. Finalmente chegamos, 1 hora depois de desembarcarmos. E só agora, à noite, descobri o porquê da confusão: as coordenadas que eles deram era para quem vinha à pé do Porto de Hvar, e não de carro. Vivendo e aprendendo…
Ah, e também não posso deixar de citar a menina do hostel que nos apresentou a ilha. Caraca, a menina falava mais que o homem da cobra. E aí ela querendo mostrar todas as festas, baladas, coisa e tal, e apresentou uma tal festa que rola em um barco. Aí ela colocou o folder da festa na frente da Juliana, que quase pirou. Em uma das fotos, tinha um cara pelado sendo encoxado por outro, enquanto tomava uma breja. A minha até perguntou: “Você está assustada com a foto? Ah, eu te entendo!”.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s