Ele é o bom

Publicado: 18 de janeiro de 2013 por Kzuza em Trabalho
Tags:,

ego
Durante minha carreira profissional, eu me deparei com várias pessoas que compartilhavam uma característica: elas se superestimavam. Invariavelmente, nenhuma delas obteve sucesso profissional. Engano seu achar que sucesso profissional significa somente grana no bolso, porque isso algumas delas até conseguiram, e bastante. Mas atingir o sucesso, pra mim, é acima de tudo, adquirir o respeito e o reconhecimento por parte dos seus colegas de trabalho e de profissão, independente do seu cargo.

Pessoas com o ego inflado tendem a acreditar que são infalíveis, ou inatingíveis. Ou pior: acreditam que ninguém consegue ser melhor que elas. O problema disso tudo é que o mundo não é feito somente de idiotas. Sim, eles são a maioria, mas ali, misturados com eles, estão aqueles que comem quietos. Saber reconhecê-los é uma baita qualidade e que pouca gente tem. Não reconhecer os bons é tão ruim quanto reconhecer um idiota como bom.

Além de superestimar sua própria capacidade, alguns ainda conseguem a proeza de, no conjunto da obra, subestimar os demais. Acreditar que os outros só fazem besteira, que não sabem trabalhar bem, ou que não estão à sua altura, é um equívoco tremendo. Se você começa a achar que ninguém presta, é bom começar a prestar atenção. Talvez seja você o problema.

E isso não tem nada a ver com segurança. Sentir-se seguro com o que faz não tem absolutamente nada a ver com a soberba. Isso se chama autoconfiança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s