Será que tudo é tão ruim?

Publicado: 19 de novembro de 2012 por Kzuza em Comportamento, Cotidiano
Tags:,

Tem tanta gente reclamando nas redes sociais que eu fico me perguntando: Será que tudo está uma merda mesmo como a gente acha?

Nego reclama que o país é uma merda, que não temos futuro, que temos um governo corrupto e cheio de filho da puta, que os serviços públicos são péssimos, blábláblá, blábláblá. Será que é pra tanto?

Você já procurou comparar como as coisas são hoje e como eram há 20 anos atrás? Não falo para você ir longe. Observe a sua família, o seu trabalho, o seu dia-a-dia. Já reparou o quanto evoluímos nesse período?

Tem muita gente reclamando de coisas que nem sabem como funcionam. Um exemplo. Outro dia estava conversando com uma tia da minha esposa que estava dizendo o quanto ela e a mãe dela são bem atendidas no SUS – Sistema Único de Saúde. Elas não possuem convênio médico, então apelam para a rede pública. E são super bem atendidas. Confirmei isso com uma tia minha, já idosa, que passa pela mesma situação. Uma prima também confirmou. Precisou de atendimento para o filho dela dia desses e disse que foi super bem atendida em uma AMA.

Já a gente, que tem convênio, vira e mexe toma chá de cadeira em consultórios com médicos incompetentes, e fica meses esperando uma consulta porque “a agenda do doutor está lotada”. Então eu pergunto: será que o atendimento público é tão ruim assim?

Na minha época de infância/adolescência, eu não me lembro de tanta gente viajando mundo a fora. Hoje, esse mesmo povo que reclama no Facebook de “como as coisas estão caras” está gastando os tubos na terra do tio Sam em suas férias na Disney, ou desfilando nos seus carros 0 km.

Nego reclama do trânsito em SP, mas não pega um metrô ou um ônibus nem fodendo. Ah, porque o transporte público é uma bosta. Vai, concordo que não é de primeiro mundo, que falha em não conseguir atender de uma forma adequada toda nossa população, mas eu pergunto: você já tentou?

Felizmente, temos um investimento cada vez maior em educação no país. Mas não adianta querer que as coisas se resolvam em 2 ou 3 anos. São investimentos ao longo prazo. Assim como no transporte público. A gente espera que tudo se resolva do dia para a noite, mas as coisas demoram a acontecer.

Já reparou que não falamos mais tanto em desemprego?

Então, às vezes eu acho que exageramos demais. Não estou dizendo que vivemos no melhor lugar do mundo ou que tudo está maravilhoso, mas será que é tão difícil assim enxergarmos coisas boas por aí? Dói?

Anúncios
comentários
  1. Luis Milanese disse:

    Cara, quando eu morava com meus pais, tinha um AMA lá perto de casa e já fui umas vezes ser atendido lá: clínica limpa, bonita, lugar para todo mundo ficar sentado, atendimento rápido e eficiente. Sem reclamações. Hoje eu vivo com a minha esposa perto de um outro AMA e no começo do ano eu passei muito mal e passei lá. Novamente: atendimento satisfatório.

    Realmente, nego reclama pra caralho. Pior é o fulano que acha que tudo na Europa é mil maravilhas e tudo aqui é um lixo.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s