Novos deuses

Publicado: 20 de agosto de 2012 por Kzuza em Comportamento, Esporte
Tags:

Estava reparando como as pessoas hoje em dia são tendenciosas a endeusar certos indivíduos. Atualmente, basta muito pouco para alguém ser colocado em um altar para virar objeto de admiração e devoção. Uma qualidade, algo que o cara faz bem, isso já basta para colocá-lo em destaque em relação aos demais, aos comuns, aos pobres mortais.

Hoje pela manhã li alguns trechos da entrevista dada pelo técnico Tite, do Corinthians, após a derrota do time ontem para o Santos, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro. Tite criticou duramente o comportamento do jogador Neymar dentro de campo. Disse que o jogador é um mau exemplo para os jovens e, entre outras palavras, que ele é firulento e cai-cai, na gíria do futebol. Enfim, nada que o mundo inteiro já não saiba. As vaias durante as Olimpíadas de Londres comprovam isso.

Muita gente vai dizer que Tite é um mau perdedor, ou que não sabe reconhecer um gênio. Eu discordo de quem pensa assim.

Vamos aos fatos. Ninguém seria tolo de discutir o futebol do garoto. Com as bolas nos pés, é um gênio. Além disso, conta com um carisma absurdo, semelhante ao de outros grandes ídolos da nossa geração. No entanto, aparentemente isso providencia ao jogador uma credencial para fazer o que quiser. É como aquela criança bonitinha na casa dos avós. Então ele pode fazer o teatro que quiser dentro de campo, e todos ficarão com dó dele. Ele pode saltar um metro de altura, chorar, espernear, e você vai acreditar que ele está com dor e foi acertado injustamente. E coitado de você se comentar isso com algum torcedor santista. Você estará morto! Como ousa questionar um Deus? Tudo o que ele faz é indiscutível! Você não pode questionar um Deus!

Neymar é um ótimo jogador, um dos melhores que já vi. Dá prazer de vê-lo fazer suas jogadas. Quem gosta de futebol, adora isso. Mas tudo isso acaba na primeira vez que encostam no garoto. Ou na primeira vez que ele é contrariado.

Eu, que nem sou tão velho assim, vi outros jogadores em atuação que não devem muita coisa à Neymar (se é que devem algo). Vi Ronaldinho Gaúcho no auge, vi Ronaldo Fenômeno, vi Careca, Romário, Junior… Não me lembro muito de Zico, mas há quem diga que ele foi melhor que Pelé. Mas enfim, todos os nomes que citei conquistaram muito mais do que o jovem jogador santista conquistou até hoje. Claro, ele é muito novo e deverá alcançar muito mais feitos, mas então porque já é um Deus?

Pausa para uma leitura de pensamento: Se você é santista, nesse momento do texto, deve estar pensando: Pô, Zuza, você é um baita de um invejoso porque o Neymar não joga no seu time. Ele é o melhor da história!

Voltando ao assunto principal do texto e fugindo um pouco do menino Neymar, canso de ver exemplos no meu dia-a-dia que confirmam o que eu quero dizer. Um simples talento é capaz de colocar alguém acima dos outros normais, independente das outras merdas que esse mesmo alguém faça. Não é porque alguém é bom em algo que ele tem o direito de cagar no restante. E é isso que as pessoas não entendem. Valorizar demais um talento individual leva à injusta degradação dos demais.

Anúncios
comentários
  1. Bianca disse:

    Ah, eu sou um pouco suspeita para comentar algo (como boa santista que sou), mas tentarei ser imparcial ..rs..

    Para começar a polêmica: não concordo (rs)! Acho que o comentário do Tite foi super infeliz. Parecia uma criança fazendo birra porque a “mãe” não comprou o brinquedo que ela queria. Perdeu, perdeu! Ficou “estressado” porque não ganhou o jogo e quis colocar a “culpa” no cara que resolveu para o lado do Santos (e que resolveria em qualquer time). Duvido que ele não aceitaria um “Neymar” no seu timeco de marginal (oooops.. rs)!!!

    Independentemente de ser santista, admiro o Neymar por sua história (além de seu futebol, é claro). Um cara que veio da periferia e que venceu na vida. Quantas pessoas têm tudo na vida e não saem do lugar? Quantos jogadores de futebol dão certo hoje? Ele simplesmente foi lá e fez acontecer. A primeira coisa que fez com a grana que ganhou foi comprar um imóvel para a sua família.

    É um cara que ralou pra caramba para chegar onde está e não vamos ser hipócritas de falar que o cara “não joga futebol” porque ele JOGA MUITO. Em algumas entrevistas, o próprio Muricy fala que ele treina sempre meia hora a mais do que todos os outros jogadores do time. É um cara que se esforça e que está sempre disposto a ajudar. Ele recebe convocação de tudo quanto é coisa e eu nunca ouvi esse menino dizendo: “hoje não irei jogar porque estou cansado” ou fazer algum tipo de “corpo mole” para sair do jogo.

    Quantas notícias você leu que envolviam ele em grandes polêmicas? Quando você viu ele envolvido com drogas, bebidas alcóolicas ou outras coisas que denegrissem a própria imagem? E que marca vincularia seu nome a um profissional ruim? Tanto é que a grande parte de seu salário vem de sua própria imagem (patrocínio).

    E detalhe: ele “subiu” para o time profissional do Santos apenas com 16/17 anos e com a responsabilidade de “salvar o mundo”.

    Quanto ao “cai cai”, eu acho que, às vezes, ele poderia tentar brigar mais pela bola sim. Aqui temos dois pontos: maturidade e físico.
    A maturidade as pessoas ganham com o tempo e com mais experiências. Ele é muito novo, mas vai aprender. Quanto ao físico, ele é bem magrinho e, querendo ou não, quando alguém chega com mais força, derruba. Porém, mesmo assim, acho que ele não deveria “crescer mais fisicamente”, já que o seu diferencial é a arrancada (além das mil outras coisas que ele faz mto bem – oooops novamente rs). Se isso acontecesse, ele acabaria ficando mais pesado (mais firme), porém sairia perdendo na velocidade (o que não é bom agora).

    Concluindo: Não vou falar em “Deus”, mas acho que ele é um exemplo sim. Um exemplo de perseverança, de humildade, de pessoa que não desistiu e que chegou lá. Torço para que ele tenha “vôos” muito mais altos. E torço para que surjam mais pessoas que façam a diferença.

    Viva o futebol arte que só o meu SANTOS tem! 😉

    Obs.: Não vou entrar no mérito da supervalorização do salário de um jogador de futebol em detrimento de outros profissionais.

    Curtir

  2. Kbça disse:

    TITE É DEUS…

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

    Curtir

  3. Berim disse:

    É isso aí! Assino embaixo do que escreveu! Estava com saudades dos seus posts…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s