Idealize menos

Publicado: 16 de setembro de 2011 por Kzuza em Comportamento
Tags:

Hoje é dia de reflexão. O meninão aqui completa 30 anos bem vividos. E devo confessar que essa é uma puta idade legal, e que graças a Deus cheguei num ponto onde tudo está muito bem. É tipo o auge da carreira de um jogador de futebol, com menos dinheiro, é claro. Tudo vai bem. Minha saúde está ótima, mesmo após alguns sustos e algumas dorzinhas sem graça que vêm e vão (reflexo da idade). O casamento vai bem, a família apresenta um momento ótimo, sem turbulências, e o meu trabalho vem me satisfazendo, coisa que há muito não acontecia. Tenho dinheiro suficiente para as minhas coisas e para os inúmeros desejos da gordinha, aos quais satisfaço sempre que possível, com todo o prazer. Uma grande viagem em vista, sendo planejada com cuidado e com prazer. Enfim, céu de brigadeiro.

Mas na verdade, acho que tudo isso só é possível porque há algum tempo atrás mudei minha visão de mundo. Acho que amadureci e aprendi a idealizar menos as coisas. Como assim? Oras, sem esperar que o mundo seja tão colorido e amável com a gente quanto as novelas e filmes românticos pintam. Decidi de uma vez por todas ser feliz, sem esperar que o mundo me faça feliz. Cansei de sofrer por coisas simples.

Não preciso de dinheiro para extravagâncias. Ganhá-lo toma algo muito mais precioso para mim: tempo! Tempo para curtir coisas simples.

Não idealizei um casamento perfeito, com sexo à qualquer hora e de graça, mordomias e num mar de rosas. Por isso aproveito cada momento, e não me aborreço com as merdas que acontecem. Elas precisam acontecer, para romper a monotonia, e para que a gente sempre possa exercer esse auto-controle.

Não espero mais um emprego perfeito. Sem stress, sem muito trabalho, sem chefe chato, sem cliente que aporrinha, sem nego chato e incompetente. Apenas decidi aceitar. Aceitar que todo lugar será igual, e apresentará dificuldades. Assim sofro menos.

Cansei de esperar e lutar, de alguma forma, para que o governo de nosso país seja mais íntegro e honesto. Isso não vai acontecer, então não merece que eu desperdice minha energia. Trabalho duro para que eu consiga me sustentar sem depender dos outros. Ajudo a quem eu posso, e isso me satisfaz muito. Faço o que consigo e que me dá prazer, e que de alguma forma contribua para um mundo melhor. Mas sem bater contra a parede.

Ontem me peguei filosofando: se existissem mais pessoas iguais a mim nesse mundo, teríamos um mundo melhor ou pior? Sinceramente, acho que nem um, nem outro. Continuo sendo um cara extremamente mau-humorado e ranzinza, mas também tenho muitas qualidades como um cara íntegro. Mas acho esse exercício bastante interessante. Talvez se cada um pensasse de vez em quando o quanto é bom e o quanto é ruim para os demais, poderíamos construir muito mais coisas boas.

É isso. Agradeço de uma forma geral a todos que se lembraram de mim nesse dia. Mesmo que não tenham me ligado, ou me escrito, não ligo. Se lembraram de alguma forma boa, Deus sabe. E é só Ele que importa.

Nota: E antes que você me chame de conformado, vá à merda. Não me importo se você é feliz à sua maneira sem interferir negativamente na vida dos outros, então espero sinceramente que você faça o mesmo.

Anúncios
comentários
  1. tigre disse:

    Delicia de texto, mas…ôôôôôô CONFORMADO, bora cata umas mina!!!

    Curtir

  2. Mathias disse:

    Bem vindo aos trinta.
    Dizem que é a idade do LOBO… Bom, não posso confirmar, tenho trinta, mas não sei UINAR!!!

    E como tenho o privilégio dá sua consideração digo:

    PARABÉNS PELO TEXTO, FOI ESTÁ MARAVILHOSO LER!!!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s