Sobre a impunidade

Publicado: 10 de junho de 2011 por Kzuza em Política
Tags:, ,

Essa é para você, caro leitor, que ainda teima com o “pessimista” aqui que o LISARB ainda tem jeito.

Nessa semana, tivemos dois exemplos básicos de algo que, tanto você como eu, sabemos: a IMPUNIDADE reina por essas terras tupiniquins. Sim, estou falando dos casos de Cesare Battisti e Antonio Palocci, que você já deve estar careca de saber.

É impressionante como o nosso país consegue provar, a cada dia, o quanto estamos regredindo. Justamente em pleno século XXI, onde só se fala em progresso e desenvolvimento, parecemos caminhar no sentido oposto.

Somos uma nação nova, com pouco mais de 500 anos. Somos muito mais “modernos” do que nações milenares, com seus rigores, sua cultura estranha, seu tradicionalismo exacerbado em muitos casos. E não conseguimos utilizar isso a nosso favor. Pelo contrário. Tenho a impressão que nos distanciamos cada vez mais do tal “Primeiro Mundo” e caímos numa cova, onde a terra, para piorar, ainda está vindo com força por cima.

Vivemos em um país onde a censura ainda rola solta, apesar do nosso regime democrático. Ou seria mesmo “demoniocrático”, como dizia meu professor Valdir? Jornais sob censura, jornalistas sob censura, movimentos sociais sob censura, passeatas sob censura.

Palloci envolvido em escândalos até o último fio de cabelo. Isso nos últimos 10 anos. Toda sujeira em que ele se meteu durante o governo Lula, agora também se espalha pelo governo Dilma. E que fim isso leva? Simples! O cara pede demissão, e fica tudo bem. Sua empresa de consultoria continuará a faturar os 20 milhões por ano, mas agora está tudo bem, porque ele não é mais ministro.

Venham-me agora os juristas e políticos de plantão e me digam: “mas ninguém provou nada contra ele”. Perante à justiça, ele é inocente. É claro, meus amigos! Estamos no LISARB, o país da corrupção, o país da política e da sujeira. Um dos países mais vergonhosos do mundo. Quem prova alguma coisa contra políticos poderosos aqui nessa merda? Quem? Agora me diga, você acha que tudo isso é incompetência de promotores e investigadores? Diga-me apenas um caso, só um, de algum político envolvido em escândalos que, no fim, acabou pagando alguma pena. Por favor!

E é claro que isso se espalha por aí, mundo afora. Como o caso Cesare Battisti. É óbvio que, por trás da história toda, deve haver muita coisa que não sabemos. Há muito tráfico de influência ou um poderio político enorme em jogo. Não é à toa que o Brasil não quer extraditar o bandido. É melhor mantê-lo aqui, obviamente em troca de algo que ele está oferecendo para nossas autoridades aqui. Que outro tipo de interesse poderia haver por trás disso?

Se não bastassem os casos com os poderosos, ainda existem os menos favorecidos que também obtêm privilégios com o nosso sistema penal arcaico e ridículo. Como o réu confesso que, ontem, admitiu ter participado do assassinato do estudante da USP. O cara está livre, até que o inquérito seja concluído. Quer vergonha maior que essa?

Estamos caminhando para trás e a passos largos. Enquanto os países se modernizam, se desenvolvem, nós regredimos. Sucesso econômico, se é que ele existe por aqui, não significa desenvolvimento humano. É disso que estou falando, e é isso que ninguém entende.

Anúncios
comentários
  1. mathias disse:

    É foda…
    A impunidade faz valer a pena ser criminoso.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s