Ainda sobre a tragédia…

Publicado: 8 de abril de 2011 por Kzuza em Cotidiano
Tags:,

Eu tinha pensado em escrever sobre a tragédia no Rio de Janeiro, mas o Mathias já escreveu tudo o que eu pensava. Concordo com exatamente tudo que ele escreveu (e olha que a gente nem combinou!).

Mas agora eu queria adicionar mais algumas coisas.

É óbvio que foi uma tragédia, e não tem como a gente não se sensibilizar com o que aconteceu. Aliás, até existe quem não sente nada, e eu respeito também. Afinal, por que se preocupar com algo que não me atinge diretamente, correto? O mundo está cheio de gente egocentrista por aí, que só olha para o próprio umbigo… o que é que tem? Se tem Alguém que pode julgar, você já sabe quem é.

Mas o que eu penso é o seguinte: o que podemos fazer? Sério, tudo o que o homem tentou fazer até hoje para tentar mudar o curso da natureza deu merda. Já pensou nisso?

Pessoas morrem. Tragédias acontecem porque o homem decidiu criar mecanismos de autodestruição. Seja um avião que cai com centenas à bordo, seja com uma guerra. Ou, nesse caso, com um maluco que atirou em dezenas de crianças com duas armas. Você acha que alguém pode fazer qualquer coisa que evite aparecer um outro maluco no futuro? Nada! Casos como esse são raríssimos e são exceção total. Não me venham com essa que o cara foi vítima de bullying, porque eu conheci pelo menos uns 10 durante minha infância e adolescência que também poderiam ter se tornado assassinos e nunca o fizeram.

Ah, vamos investir em educação, vamos promover o desarmamento, vamos colocar detectores de metal na porta das escolas, vamos aumentar o policiamento, e vamos rezar! Ah, tá. E isso vai mudar o que, amiguinho? Porra nenhuma! Malucos continuarão existindo, e continuarão matando por aí. Somos 6 bilhões de pessoas no planeta, e quantos psicopatas estão no meio de nós? Difícil saber, pois é um número irrisório. Vamos fazer o que? Promover um exame psíquico em massa, para identificar os potenciais assasinos e isolá-los?

Infelizmente, caros amigos, as coisas seguem. Podemos chorar sim, porque é só o que nos resta. No mais, é continuar a vida, não tem o que fazer. Bola pra frente.

Anúncios
comentários
  1. Carla disse:

    Pois e…

    Voces 2 sao sempre brilhantes em suas palavras.

    E eu como Mae, certamente me pergunto: que sinais um filho da de que as coisas nao vao bem?

    O que fazer para que meu filho reconheca o amor e o respeito como pilares para sua vida?

    Criancas comuns, do alto de seus 10/12 anos, de um bairro tranquilo como o meu, ontem a noite espancaram um desses bandidinhos que roubam bolsas de mulheres que andam a pe as 8 da noite….

    Algumas pessoas diziam:- E isso mesmo!! Bandido tem que apanhar.

    A mim restou projetar a cena em que essas mesmas pessoas, amanha, estarao criticando estas CRIANCAS “justiceiras” que diante dos obstaculos e “naos” resolvam resolver todas as questoes assim.

    Familia, respeito, generosidade, educacao, amor….

    Palavras que se tornarao apenas palavras quando o verdadeiro significado nao for transmitido, vivenciado, sentido….

    Bjk’s

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s