O jeitinho brasileiro de ser

Publicado: 14 de março de 2010 por Kzuza em Cotidiano, Geral
Tags:

É, muito provavelmente ninguém percebeu, mas eu andei muito sumido. Muito trabalho durante a semana resulta em pouco espaço para o blog. E aí não tem jeito, sobram pro Mathias as atualizações da semana.

É que essa semana fiquei fora. Fui viajar à trabalho. E nessas horas a gente sempre vê muita coisa interessante. Por exemplo, você pede para a balconista do restaurante uma Nota Fiscal, para comprovar seus gastos com alimentação e poder ser reembolsado pela empresa. E ela te pergunta: “Qual o valor que você precisa na nota?”. Ué? Preciso do valor que eu paguei, não é óbvio? Eu achava que era, mas não. Porque tem gente que pede um valor mais alto. A nota é fria mesmo. E aí pode conseguir um reembolso maior da empresa. E se livra de escutar da secretária: “Nossa, só R$15? Você sabe que você pode gastar até R$35, né?”. Sei sim, mas qual o problema? Estou me sentindo um otário.

Chega o final de semana e vejo como o brasileiro realmente tem mais do que merece. Basta ver a organização da prova da Fórmula Indy em SP. A maior cidade do país deu total demonstração de despreparo. Deve ser um presságio. Para o mundo inteiro ver o que deve estar esperando na Copa de 2014. Ou então nas Olimpíadas de 2016 no RJ.

E é isso. Estou sem inspiração. E para não passar em branco, uma dica musical, “a la Mathias”. Newton Faulkner, com Dream Catch Me, no melhor estilo “os brutos também amam”:

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s