Realidade de quem?

Publicado: 1 de fevereiro de 2010 por Kzuza em Comportamento, Geral
Tags:, , ,

Outro dia, durante um bate-papo, um amigo comentou sobre a tal novela das 9 da Rede Globo. E achei interessante. A novela retrata a baixaria ao extremo, mas de uma forma que parece bonitinha. Manoel Carlos é mestre em mostrar a infidelidade entre casais. O cara explora a sexualidade acima de tudo. Bonitões garanhões, mulheres independentes em busca de sexo, relacionamentos extraconjugais, tudo isso é assunto constante nos capítulos do folhetim. Ele iria tentar inovar, incluindo dessa vez uma vilã infantil na trama, mas parece-me que os chatos do Ministério Público se manifestaram antes, alertando o escritor a respeito das possíveis consequências de tal atitude.

E aí o povo que está em casa se delicia. Todo mundo acha aquilo lindo. E como não há censura dentro das casas, a galera assiste em peso. E as crianças crescem vendo todo aquele bacanal como se fosse a coisa mais comum do mundo. Afinal, a novela se chama Viver a Vida. E a novela retrata justamente isso, a vida como ela é…

Opa, peraí? A vida de quem? Esse nunca foi o exemplo que eu tive dentro de casa. Para mim, a família sempre foi tida como o maior tesouro de todos. Meus pais são casados há mais de 30 anos, e lá em casa não há espaço para infidelidade. Meus avós foram casados por 45 anos até meu avô falecer. Meus padrinhos comemoram 50 anos de casados agora em Maio. Então essa não é minha realidade não. Aliás, nem minha, e nem da maioria dos meus amigos.

Então até que ponto a TV mostra a realidade?

Os telejornais mostram diariamente a violência nas ruas. A corrupção. Assaltos. Assassinatos. Violência contra crianças. Violência contra os direitos humanos. Essa é a realidade….

Opa, realidade de quem? Eu sei que eu represento uma minoria, mas eu nunca fui assaltado. Nunca vi uma arma de fogo próxima a mim. Nunca fui ameaçado. Nunca dei e nem recebi dinheiro como propina.

Então, mesmo que eu seja a minoria (o que sinceramente acho que não sou), por que a mídia insiste tanto em relatar o que de mais podre acontece na humanidade? Porque isso dá IBOPE? É claro que sim. A questão que estou expondo não é a de tapar o sol com a peneira, e esconder os problemas que existem por aí. A questão é: por que exaltar o que está errado? Por que exaltar o que não deveria ser exemplo?

Talvez aí esteja um dos motivos pelos quais estamos nesse ciclo vicioso. Vivemos num mundo onde não há expectativa de melhora, porque a maioria não pensa em melhorar. E para quem cresce cercado de maus exemplos, isso é mais do que compreensível.

Anúncios
comentários
  1. gisela disse:

    Pois é. As novelas, em geral, retratam ‘a vida como ela é’. Mas essa realidade é completamente distorcida: ninguém trabalha e que em casa se tem tudo – do bom e do melhor – e que não se sabe de onde vem. Tudo cai do céu. A educação e os valores são coisas sem a menor importância e isso parece que não vai ter implicação na vida do indivíduo.
    Ninguém (emissora/autor) está preocupado em formar caráter, mostrar a realidade ou a importância dos valores morais. O que, de fato é o que interessa, é o tal do Ibope e do dinheiro no final das contas. Massificação.

    Curtir

    • Mathias disse:

      Olha só…
      Não dá pra exigir que o autor crie uma novela com todos os problemas morais e sociais que vivemos. Esse papel é retratado nos documentários e programas jornalísticos. Quem assiste novela quer mais é entretenimento, quem está afim de obter informações realistas sobre ecologia, pobreza, saúde, educação ou qualquer outro assunto assista a diversos outros programas. Eu gosto de TV e posso listar uma porrada desses programas: TV Futura, TV Cultura, Discovery’s, Natinal Geographic, etc… tem canal pra tudo que é assunto. Tem um canalzinho manero sobre Anatomia humana, relacionamento amoroso e reprodução das espécies por aí, claro, só para maiores de 18 anos!

      Deixa a novelinha aí… o negócio agora é BBB10!!!

      FUI!

      Mathias

      Curtir

      • gisela disse:

        Pena, né Mathias, que quem assiste às novelas e que faz parte da grande massa, nem sempre tem acesso à TV Futura, Discovery, National Geographyc etc. Infelizmente, ficam à mercê de Globo, Record, Band e SBT, assistindo os ‘realities’ que eles tanto gostam. Daí, formam (ou deformam) os caráteres com que acabamos topando nas esquinas, nas escolas, nas câmaras… Mas, é isso aí! Vamos atrás do entretenimento! Temos pão e circo! Abraço pra todo mundo! Gisela

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s